quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Quarta de Cinzas

Ontem foi quarta-feira de cinzas... Não tenho lembranças de ter faltado a uma celebração de cinzas antes na minha vida... Mas ontem faltei, por uma série de motivos...

Ai senti falta desse momento simbólico para mim tão expressivo nesse início de quaresma... Até perceber que nunca o celebrei tão bem nem com tanta intensidade...

Não precisei de um pouco de cinzas para saber-me ínfimo sem Deus... De posse total das minhas fragilidades pude refletir o meu nada, a total ausencia de significado da minha vida sem a VIDA... sem os focos da Sua graça que nos permitem ver beleza onde ela parece não estar... ver beleza e força no que resta de nós depois do fogo e reerguer-nos novos, renovados, assim como Ele nos vê...

Às vezes vê-se melhor quando, aparentemente humilhados, curvamo-nos, do que quando, cheios de nós, olhamos do alto buscando em tudo espelhos que reflitam nossa soberba...

Um comentário:

Ana Alice disse...

Assim como você meu amigo... esse ano passei pela mesma experiência que você; primeiro ano que não fui para a missa de cinzas... e semelhante a você também senti uma falta tremenda e pude perceber o quanto sou pequena e inútil longe do Pai... me indentifiquei tanto com o seu texto! hihihi amo ler o que você escreve!!! continue sempre escrevendo e divulgando os seus textos.. porque assim como eu muitas pessoas se identificam... bjaoo fica com Deus